Com o regulamento embaixo do braço, passamos à final

thumb.aspx
Crédito da imagem: http://www.correiodopovo.com.br/Esportes/Futebol/Gremio/2017/11/633308/Gremio-perde-para-o-Barcelona-na-Arena,-mas-confirma-vaga-na-final-da-Libertadores

Enfim podemos comemorar que oficialmente estamos na final da Libertadores da América 2017. Foram sete dias desde o primeiro jogo no equador, mas parece que demorou uma eternidade.

O Grêmio, como já era esperado, jogou com o regulamento debaixo do braço, Renato escalou mal o time com Cícero no lugar de Barrios.

Até que começamos bem o jogo, neutralizamos o adversário até os 30 minutos da primeira etapa.

Em um erro coletivo tomamos o gol e o time ficou nervoso, passamos a errar passes fáceis, o time ficou um pouco descompactado, meio campo gremista desencaixou, e não tínhamos referencia na frente. Como sempre nossa gigante dupla de zaga, a melhor das Américas, deu conta de segurar o ataque do Barcelona.

Na volta do segundo tempo tivemos um susto, tomamos uma bola na trave, Renato não mexia no time, que continuava nervoso e desencaixado. Como diz o ditado quem escala mal, mexe bem, e foi o que ele fez trocou Fernandinho por Everton, e Jael entrou no lugar de Cícero (que havia errado dois gols). As mudanças melhoraram o time e passamos a criar chances. Jael acertou uma bola na trave e Ramiro também quase fez o seu.

No entanto não sofremos em nenhum momento uma pressão contundente do adversário. Os jogadores perceberam que precisavam fazer a bola rodar, o tempo passar e garantir a classificação.

Muitos torcedores ficaram preocupados com atuação do time, no entanto ficou claro que o Grêmio buscou administrar o jogo, e por isso à atuação não foi nem perto da que tivemos no Equador.

Libertadores é assim agora tudo ficou para trás, zerado. Temos que concentrar nas duas partidas da final, buscar um bom resultado em Porto Alegre e ser campeão na Argentina.

TEXTO ENVIADO PELO COLABORADOR MARCOS BOMBASSARO

12 comentários em “Com o regulamento embaixo do braço, passamos à final

  1. Eu achei o Barça melhor até a entrada do Everton. E perdemos um gol claro com Cícero no 1t.
    Logo depois entrou o Jael e parece q com a referencia no ataque o time começou a levar perigo ao gol adv.
    Daí tomamos aquela bola na trave e eu gelei…. Se eles fazem aquele segundo gol eu não aguentaria ver o jogo até o final.

    A lição que fica é que não se pode entrar desatento mesmo com os 3×0 a nosso favor. Outra: a displicência nas finalizações. Tanto Everton quanto Luan tiveram medo de chutar a gol. Espero q corrijam isso pra final.

    A torcida deu show (eu estava lá kkk)… Tentarei ir pra final tb.

    Já estou comprando cimento e tijolos para a estatua do renato kkkkkkkkkkkk

    Curtir

  2. Bendito Avião

    Olha, se esse time do barcelona não coloca a língua pra fora aos 15 minutos do segundo tempo, não sei o que seria de nós. No primeiro tempo foi um banho de bola e de preparação. Os caras pegavam todos os rebotes, marcavam contra 1 em todo o campo, pareciam que tinham 20 jogadores, e nós 5.
    Então bendito avião que ficou preso na Bolívia, que fez esse time chegar às 6h da manhã no mesmo dia do jogo.
    Agora é o Lanús, bom time, que não se assusta. Teremos que jogar bola, ter experiência e malandragem, não aceitar as provocações, e muito importante: não inventar modinha para escalar o time.

    Curtir

  3. Bueno, cheguei hoje em casa 5h da matina, voltando de POA. Primeira coisa que fiz foi postar o excelente texto do Bombassaro. Confesso que essas idas daqui de Sarandi até a Arena me cansam muito. A ida é até tranquilo. Problema é a volta. Depois dessa maratona, ficar sabendo que existem alguns que me chamam de secador é dose prá mamute…
    Mas vamos ao jogo. Quando olhei a escalação com o Cícero no lugar do Barrios, logo achei que o Renato adiantaria o Luan para “falso 9” e centralizaria o Cícero entre Ramiro e Fernandinho. Mas quando começou o jogo vi no Cícero o jogador mais adiantado. Péssima escolha do Renato. Várias vezes vi um jogador recuperar a bola e não ter ninguém na frente para tabelar. E assim passou o primeiro tempo, até levar o gol. Foi um fracasso essa primeira etapa. Cícero ainda teve a chance de empatar o jogo, mas errou o cabeceio bizonhamente (os entendidos dirão que não tem o cacoete do atacante). Veio o intervalo e imaginei que o treinador iria já voltar com o injustiçado Everton. Não. Voltou igual. Bastaram menos de 10 minutos e então resolveu trocar. O jogo mudou. Ainda teve tempo do Barcelona meter uma bola na trave. Se levasse o gol ali seria um filme de terror. Então me veio em mente a história dos deuses do futebol. A situação curiosa foi quando Renato chamou Jael do banco. Acho que deve ter tido vaias atrás da casamata, pois Renato se virou prá torcida prá cobrar, pedir apoio/paciência. E não é que ele entrou bem? Ali ficou provada a péssima escolha do técnico em escalar Cícero ali, pois bastou um atacante de ofício que fez bem mais que o volante/meia. Óbvio que a culpa não é dele e sim quem o escalou.
    Por fim, o importante foi a classificação prá final. Talvez a derrota tenha servido para acender o alerta. Vamos suar sangue prá ganhar essa Libertadores. Não vai ser fácil. Lanús não é um time qualquer. É muito bem ajustado, bem treinado e possui jogadores bem interessantes. Dia 22 estaremos lá de novo. A maratona vai valer a pena. O tri está cada vez mais perto…

    Curtir

  4. Tudo muito lindo e maravilhoso. Estamos na final da LA. Porém, não podemos analisar o time só por isso. Se perder a decisão vai ser terra atrasada não tenho dúvida. Pensaram errado o jogo de ontem. Pilharam desnecessáriamente os jogadores com um placar elástico, imaginem se tivessem empatado ou vencido apenas de 1 a 0. A escalação do Renato foi terrível, mesmo ter deixado o Michel no banco não tem desculpa, pois é muito mais jogador que Jailson e na verdade jogou por que queria o time jogando no bumba-meu-Vou e a cereja do bolo, Cícero de centroavante, o cara não sabe jogar de costas pra zaga e matou o time todo porque não segurava uma bola na frente, tava tão mal que a entrada do Jael melhor o time, olhem o absurdo.
    Vou torcer muito na final, não é pessimismo, mas não dá pra jogar assim contra o Lanus, o força do time é o toque e a posse de bola, o time não sabe jogar de outra maneira, esse é o diferencial, e o que faz ser diferente e é melhor que os outros, não pode querer jogar como ontem por achar que libertadores se joga assim. Se for pro pau vai perder, pois os jogadores não tem essa características, são muito leves e não sabem bater.

    Curtir

  5. Jogamos mal, devido as invenções do Renato. Colocar um volante que não jogava a 6 meses de atacante afogou o time. A bola batia e voltava. Fernandinho foi a nulidade de sempre. Espero que Renato tenha se convencido que Fernandinho é pra segundo tempo. Perdemos na hora certa, evitará um salto alto contra o Lanus. Acredito muito nesse Título, o Universo parece estar conspirando, como em 2016. E o Real Madri entrou em crise…

    Curtir

  6. Um comentário, bastante comum em blog gremista, que me irrita profundamente é “visivelmente cansado”, presente especialmente para explicar derrotas, má jornadas, ou “preservações” absurdas.

    O Barcelona tomou três no lombo, em casa, chegou na madrugada do dia do jogo, depois de um atraso longe dos seus domínios, correu do início ao fim e fez o Imortal “suar sangue”. Não aparentou estar “visivelmente cansado”.

    É um grupo de jogadores que merece todo o nosso respeito.

    Curtir

  7. Parabéns Bombassaro…

    Assistir ao jogo foi difícil pois esperava muito mais de um time descansado e a poucos quilômetros do local da partida. Foi o suficiente para passar de fase como muito bem explica o título.

    O que ficou foi um amargo na boca e por mais que alguns queiram exaltar a “passagem” o time poderia ter produzido mais não fosse algumas escolhas.
    Observo que em todas as partidas de consolidação a maionese desanda o que deixa muitos torcedores do Clube com apreensão.

    Claro que ninguém é idiota de não ver e observar que o adversário está ali justamente para se opor e buscar a vitória.
    O que a mim preocupa é a repetição de erros na escalação e a constante lesões de jogadores “chave” já entrosado num sistema que normalmente funciona.

    Talvez por ter mais idade e ter visto inúmeros títulos “quase ganhos” perdidos nestas décadas ande sempre com reservas…

    Se o Barcelona foi um grande adversário ontem e venceu a partida muito mais perigoso será o Lánus e ali não se pode errar que não terá salvação.

    Claro que estou satisfeito com a classificação mas não com o futebol apresentado pelo Grêmio. É a minha opinião.

    Curtir

  8. GRÊMIO NA FINAL

    Muito feliz por estar na Final da Libertadores 2017! É um feito incrível e deve ser valorizado. Mas vale o alerta do RW, de que não se pode jogar com o regulamento embaixo do braço contra o Lanus, uma vez que o River fez isso e se deu muito mal (http://cornetadorw.blogspot.com.br/2017/11/torcendo-contra-o-regulamento-embaixo.html). E nesse jogo contra o Barcelona o time não jogou bem. Passamos para a final jogando ontem com o regulamento, mas somente seremos campeões jogando para vencer os dois jogos, intensidade máxima durante os 180minutos e seus acréscimos.

    LUAN

    Deve ser comemorada a renovação de Luan, o craque do time. Chegou a ser acusado de ser o novo Ronaldinho, mas Luan mostrou que tem palavra e cumpriu a promessa que fez para a torcida. Parabéns e que traga muitos títulos ao Grêmio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s