Aquilo que realmente deveria importar aos gremistas

licenciados_l
Crédito da imagem: http://www.gremio.esp.br/news/view.aspx?id=13972&language=0

Ganhou a cena dos noticiários esportivos a decisão da FIFA de reconhecer como campeões mundiais os clubes que venceram o torneio Mundial Interclubes entre os anos de 1960 a 2004, dentre os quais se inclui o Grêmio, Campeão do Mundo em 1983. A notícia teve efeito imediato nas redes sociais, fulminando de uma vez por todas a corneta colorada de que não possuíamos título de campeão mundial reconhecido pela FIFA.

Mas, exceto para o fim da corneta com os rivais colorados, essa não foi a notícia mais importante que também merece ser amplamente compartilhada pelos torcedores gremistas, mas sim aquela referente ao estudo que indica que o Grêmio “é o clube que mais faturou com licenciamentos em 2016, R$ 16,1 milhões, seguido do São Paulo com R$ 13,7 milhões, Flamengo R$ 12,9 milhões e Corinthians R$ 8,9 milhões”, conforme salientou o consultor de marketing e gestão esportiva Amir Somoggi[1].

Segundo o referido consultor, tal quantia representou ao Grêmio o equivalente a 4,9% das receitas, o que, mesmo parecendo pouco, é quase três vezes mais do que a média geral dos clubes brasileiros. Em outras palavras isso quer dizer que o torcedor gremista é quem mais compra produtos, é um apaixonado que investe nas coisas do seu time do coração, mesmo quando pouco se vê campanhas de marketing ou ações de envolvimento maior do Clube com a torcida que vão além do lugar comum dos demais clubes.

Causa estranheza que a notícia, que deveria ser motivo de orgulho para os torcedores, sequer foi objeto de nota na página oficial do Clube, uma vez que demonstra através de números que a paixão tricolor (8º maior torcida do Brasil com 6 milhões de torcedores) supera até mesmo as grandes torcidas de Flamengo (32,5 milhões de torcedores) e Corinthians (27,3 milhões de torcedores) [2]. Tais dados reforçam aquilo que a revista Forbes México havia divulgado no final de setembro deste ano, apontando o Grêmio como 2º clube mais valioso da América, com valor de mercado estimado em 295 milhões de dólares (R$ 933,7 milhões), ficando atrás apenas do Corinthians[3].

Mas retomando o assunto do faturamento dos clubes com licenciamentos, não pode ser perdido de vista o alerta feito por Amir Somoggi de que no futebol brasileiro esse tipo de receita ainda é insignificante se comparada aos mercados da Europa, Estados Unidos e Ásia, destacando que para muitos clubes europeus tal fonte de receita pode ultrapassar os 100 milhões de euros por ano para apenas um único time.

Assim, o torcedor gremista tem um importante fato para se orgulhar, pois sua paixão pode ser vista inclusive em números. Porém fica o alerta para a nossa Direção de Marketing, que há muito mais a ser explorado nesse campo de receitas.

[1] Confira a publicação: http://blogs.lance.com.br/somoggi/mercado-de-licenciamento-de-marca-inexiste-no-futebol-brasileiro/
[2] Segundo dados da 5ª pesquisa Lance!-Ibope, divulgada em 10/05/2017: http://www.lance.com.br/futebol-nacional/flamengo-segue-com-maior-torcida-mas-vantagem-para-timao-cai.html
[3] Sobre o assunto: http://www.esporteinterativo.com.br/posts/12381-gremio-tem-a-segunda-marca-mais-valiosa-das-americas-aponta-revista

TEXTO ENVIADO PELO COLABORADOR ALBENIR QUERUBINI

Praticamente na final…

DNCD5H5XUAAtmj_.jpg large
Imagem: Lucas Uebel

E o que todos nós torcíamos e desejávamos aconteceu: a volta do velho Grêmio. Ontem foi um show de eficiência! Quando foi ao ataque guardou. E é assim mesmo que deve ser um clube gigantesco como o Grêmio. Graças a Deus que Renato não deu ouvidos ao coro da ivi e nem do próprio presidente, dizendo que se conformava até com uma derrota (devia estar se referindo a perder de 2×1, em função do saldo qualificado). Aliás, levou um pau nas redes sociais e até dos comentaristas do Sportv.
Luan mostrou porque deve ser o maior salário do clube. É diferenciado. É o centro do time. Quando o cara é bom a bola procura. Fez 2 gols, tabelou, foi pro pau, ajudou a marcar. Fez tudo aquilo que esperávamos dele. Obviamente que não foi somente Luan. Todo time esteve bem. Até o fraco Fernandinho teve lá seu papel, auxiliando Cortez na marcação. Quando teve a chance de dar uma assistência, em uma jogada pelo lado esquerdo, “fomeou”, prá variar, e o adversário tocou prá escanteio. Se ele tocasse pro lado o Barrios faria o gol. Mas enfim, todos foram muito bem. No segundo tempo conseguiram suportar a pressão, normal, do Barcelona e ainda deu tempo de fazer mais um. Só que então veio o lance da defesa do Grohe. Tá certo que ele esticou o braço e o Ariel chutou exatamente ali. Mas todos os méritos para o goleiro. Certamente ficará na galeria dos milagres do futebol mundial. Que defesa!
Próxima quarta estarei na Arena para carimbar a vaga prá final. Então é esperar o Lanus ou River. Confesso que não tenho preferência. Clube grande não pode escolher adversário. Mas um passo gigantesco ao título foi dado. Parabéns aos Renato, direção e principalmente aos jogadores. Tô sentindo cheirinho de Tri…

ANDRE PEIXOTO

barcelona-x-gremio

CRÉDITO DA IMAGEM: http://www.suacidade.com/20121024/gremio-joga-nesta-quarta-24-contra-o-barcelona-equ-e-aposta-tudo-na-sul-americana

É hoje!! Agora não tem mais desculpas. Grêmio joga a vida nessas 2 partidas das semi finais da Libertadores. O foco e todas as atenções foram dados a essa competição. O mínimo que exigimos é que os jogadores entrem a mil por hora. Marcação adiantada e muita movimentação.
Força Grêmio!!!

Para refletir…

premiaçãoFONTE: https://www.cbf.com.br/noticias/campeonato-brasileiro-serie-a/brasileirao-2017-tem-r-637-milhoes-em-premios#.We5ggXbJ3Dc

A tabela acima corresponde as premiações do Campeonato Brasileiro. Sobre essa história de poupar ou não não, somente com a derrota de ontem (caso o campeonato terminasse assim) o Grêmio perderia muita grana. Com o almejado título da Libertadores e um vice campeonato do brasileiro, os cofres gremistas terminariam o ano bem gordinhos!
É algo realmente para refletir…

COMPLEMENTANDO, SEGUE TEXTO ENVIADO PELO COLABORADOR ROQUE FERNANDO

Eu creio que as opções da direção, campeonatos e torneios que o clube disputa, não foram avaliadas adequadamente no quesito financeiro e de prioridades.  Estamos tocando nesse assunto e batendo nessa tecla desde janeiro de 2017. Inclusive, muitas alfinetadas de dirigentes de futebol endereçadas ao clube da beira do lago. Ora, se gostam tanto de poupar atletas não lesionados, poderiam contribuir poupando a torcida de fiascos como esse de domingo passado contra o Palmeiras. Os “reds”, estão subindo e a produção do nosso time caiu, ou diria, despencou. Não se trata de grenalizar, mas sim de comparar como estava o nosso animo no inicio do ano e agora em no final de outubro. 
Em 2016, saímos da fila para um grande titulo, ok, tudo bem, passou. Mas para que essa bobagem de Rei de Copas? Que imaturidade dispensar um campeonato mais lucrativo. Tenho certeza que os gestores não fariam isso em suas casas, se programariam para aumentar sua renda e proporcionar o melhor para suas famílias. Segundo a direção o clube está bem administrado. Vendeu Pedro Rocha. O trivial é fazer caixa e pensar em investir em bons jogadores. Ótimo. Esse dinheiro entrou para futuras contratações ? Não tudo. Segundo a imprensa, quitou 3 meses de salário. Como se resolve essa equação? Oficializar ao público que as finanças vão bem, com salários atrasados? Como se tem uma folha tão alta com Jael?
Os clubes que priorizaram a Campeonato Brasileiro estão subindo porque foram eliminados da copa do Brasil. E clubes que priorizaram a Copa Brasil estão caindo de produção no Campeonato Brasileiro. Cruzeiro, Flamengo e Grêmio. Todos perderam nessa rodada. Não sei se o Flamengo esta caindo mas a campanha está somente razoável pelo que investiu.
Ontem à noite, após chegar de viagem, conversávamos no grupo Whatsapp sobre o jogo. E vi a frase: o que importa é o Grêmio, de outro colaborador. E senti que na frase proferida do colaborador Ita, tinha uma conotação de atenuar os erros da direção. Discordamos amigavelmente e com respeito durante a conversa. 
Me importa o Grêmio também. Mas não dessa forma. Pois o risco de ser eliminado da Libertadores existe. Por isso, a opção de prioridade de Copa do Brasil se mostrou equivocada. Você tendo Libertadores e Campeonato Brasileiro de maior envergadura financeira e geração de ativos comerciais ao clube não pode ser preterido. Desculpe aos que pensam diferente. 
O clube por meio da gestão de futebol, precisa se organizar para disputar mais campeonatos e menos torneios que pagam menos. Precisa de elenco milionário para ganhar campeonato Brasileiro? Digo que não. O Corinthians está levando o caneco muito mais por ser pragmático do que ter um elenco cheio de estrelas.
 
Cinco títulos da Copa do Brasil, o Grêmio não é maior que isso? É só isso que o Renato sabe disputar? Clube grande precisa se comportar como clube grande. Mas nem sempre temos gestores que entendem isso. Aí, aparecem contratações esdrúxulas como a de um Jael. Que sai da segundona ou terceirona para disputar a Libertadores. Ocupando um lugar de um prata da casa. Deixar o Patrick e Jean Pierre é desestimulante pra quem assiste aos jogos como pra quem joga. São meninos e estão no time profissional. Tem que ser utilizados. No Santos, esses meninos já estariam sendo utilizados a mais tempo. Desculpa esfarrapada que foi utilizada pra não convocar os guris que deveriam ser forjados em fogo. Renato foi pro pau com 17 pra 18 anos. Agora, quer dar migué? Jogadores mais experientes saíram por falta de oportunidades. 
Por fim, a Direção arriscou alto apostando tudo na Libertadores. O time reserva que jogou o Campeonato Brasileiro foi um amontado de escalações diferentes. Não existe time reserva sem sequência. Não existe nenhum time sem sequência.  Escalações, pareciam que foram formadas “in loco”.  Logo, não acredito que passarão a jogar por uma passe de mágica. O Grêmio pode ir ao céu ou inferno tudo no mês de novembro. Acabar o ano sorrindo até as orelhas ou sorrindo amarelo. 

Parabéns ao Corneta do RW

IMG-20170818-WA0104Na foto, da esquerda para direita: Roque, Walter Borba, RW e Andre Peixoto

Na noite de ontem (sexta, 20/10), Corneta do RW completou 9 milhões de visualizações. Não é pouca coisa. Fica aqui o registro de vida longa ao blog do nosso amigo Ricardo Wortmann. Que continue nessa luta incessante contra essa verdadeira praga chamada IVI (Imprensa Vermelha Isenta). Um blog que nunca se vendeu em prol de dirigente ou quem quer que seja. Critica quando é necessário e elogia da mesma forma. E olha que bater de frente com a IVI e chapa branca não é fácil.
Continue nessa tua luta diária, amigo Ricardo! Conte conosco sempre!
Um forte abraço…

Andre Peixoto e colaboradores do Resenha Tricolor

  • Abaixo copio o e-mail enviado pelo nosso colaborador Gustavo Medeiros para redação do Corneta do RW, também publicado no blog. Gustavo mora na Alemanha e enviou essa mensagem contando como conheceu o Corneta.

Falar de como conheci o blog Corneta do RW, é, primeiramente, falar de como eu me indignava/indigno com a cobertura esportiva feita a respeito do Grêmio pela mídia do RS.

Foi em 2008, morava em Salvador, e um dia ao ler alguma matéria qualquer no ClicRBS ou Correio do Povo, pensei comigo mesmo – deve existir gente que nem eu, que não está satisfeita com essas matérias desses jornais – sai então a procura de sites que cobrissem o Grêmio imparcialmente. Ou melhor, que eu soubesse que quem estava escrevendo era Gremista, mas assim mesmo, tinha a liberdade de criticar o que achasse necessário, sem levantar bandeira de grupo político, uma análise de Gremista para Gremista.

Verdadeira, pura e que me ajudasse a entender porque o Grêmio ganhava ou perdia. Dei prioridade para sites/blogs que dessem espaço para debate. Foi quando passei a frequentar assiduamente, dia e noite o Boteco do Ilgo. Foi um agradável reencontro com quem escrevia no Correio do Povo no meu tempo de faculdade. Colaborei 9 anos com o Blog, onde conheci muita gente interessante, tivemos muitos debates sobre futebol, comidas e bebidas, éramos amigos que nunca tínhamos nos encontrado. Hoje o debate continua, mas em outro rincão.

Então respondendo diretamente a pergunta, foi através do Ilgo Wink que, em algum dia, escreveu sobre o Corneta do RW e conheci que até existia um termo para a imprensa que eu desgostava (IVI). Passou a ser leitura diária desde então.

Em 2011 veio o rompimento total com a IVI escrita em jornais (rádios eu não escutava mais, e obviamente que nenhum sinal de TV do RS passa por aqui). E não podia ser em melhores mãos. Foi através de um post do Zini, título simples, mas forte, cravando “Cuca é o novo técnico do Grêmio”. Dias depois assumia Julinho Camargo…

Como se diz nesse Blog – a IVI vive no Texas de 1850 – por isso nunca entendeu direito que tudo que se fala em rádio, na TV, se publica em blogs, jornais e afins fica registrado para a eternidade. A internet trouxe tanto esse registro do que se diz, quanto a possibilidade do leitor/ouvinte trocar de emissora, de rádio, de jornal, de blog, de site com a facilidade de um clique, um toque na tela, um comando de voz.

Essa mesma internet que possibilitou a publicação de conteúdo sem precisar das “mídias tradicionais”. Nessa onda que nasceu o Corneta do RW, e até hoje em dia são criados sites, blogs, rádios web, para se falar do Grêmio. A Liberdade de expressão também trouxe um grande perigo, tanto, ou mais letal que a IVI. Não é porque o site/blog é de um gremista que você irá encontrar informações isentas. Muitos desses espaços têm interesses pessoais, econômicos, familiares e muitas vezes políticos, atrás daquela análise, daquele texto.

Por outro lado, também temos a Liberdade de consumo de informação. Cada um tem o direito de procurar e ler conteúdo que seja do seu agrado. E talvez, essa seja hoje em dia a mais poderosa arma do cliente/consumidor de conteúdo. Não por acaso programas consagradíssimos no passado, colunistas, blogs, jornais e rádios tradicionais estão sucumbindo em audiência e definhando lentamente. Deixaram de estar em sintonia com seus ouvintes/leitores, ou trocaram os mesmos por outros que não agregam tanto.

Essa é nossa arma, essa é a mais poderosa arma de ataque contra a IVI e afiliados. Deixe de consumir conteúdos que não agreguem algo, fofocas, balões, furadas e matérias pagas ou distorcidas com intenções dúbias.

Gustavo Medeiros, mora em Colônia, Alemanha, desde 2011.

Fonte do “furo” do Zini

http://wp.clicrbs.com.br/boladividida/2011/06/30/cuca/?topo=13,1,1,,,2&status=encerrado

A volta do bom futebol

Contrariando aqueles que falam que a parte mais crítica da torcida não enxerga qualidades, só defeitos, que ficam secando o próprio time (que besteira) para comprovar teses, a partida de ontem entre Grêmio e Corinthians mostrou que uma única peça acertou toda a engrenagem do time. O retorno do nosso mais talentoso jogador, Luan, mesmo sem ritmo de jogo, parece ter devolvido a confiança que estava faltando aos outros jogadores nas últimas partidas. Diga-se de passagem, que Luan voltando ao time, Ramiro voltou a jogar na direita, onde rende muito mais, Arthur jogou mais recuado, qualificando a saída de bola e, para não ser injusto, até Jailson subiu de produção. Nosso toque de bola finalmente reapareceu, pois estava sumido nas últimas 10 partidas. Coincidentemente as partidas que Luan esteve fora. Pergunto: não era melhor Renato ter utilizado jogadores com características semelhantes aos titulares machucados, afim de não modificar o esquema? Ao invés de fazer adaptações com Ramiro centralizado e encaixar Fernandinho em todas as 4 posições ofensivas do time? Penso que é óbvio que seria melhor e isso ficou comprovado ontem. O jogo parecia ser na belíssima Arena do Grêmio, tamanha desenvoltura e superioridade do Tricolor. Infelizmente a vitória não veio, mas esse não é mais o principal objetivo, pois o Campeonato Brasileiro já tem um campeão, só falta oficializar. Com uma baita ajuda da direção do Grêmio, que abriu mão desta conquista e, rodada após rodada, parece ser o campeonato que, se fosse o priorizado, seria o mais possível de ser conquistado. O jogo de ontem reacendeu a esperança na torcida, que estava desanimada com o futebol pobre apresentado pelo time nos últimos meses. O Tri da América, mantendo e aprimorando o que foi mostrado ontem, deixa de ser um sonho distante e volta a ser realidade.

FERNANDINHO

Deixei pra falar desse jogador por último, pois é a única peça destoante do restante do time. Chega a ser irritante o futebol do Fernandinho. Individualista ao extremo, sem movimentação e contribuição zero pro time. Ontem foi o único jogador abaixo da crítica no jogo. Disparado o pior dos 22 em campo. Everton, em 15 minutos, fez mais que ele no jogo todo. E o pior é que ele goza de um prestígio enorme com o Renato, que parece não perceber o futebol pobre e os contra ataques que Fernandinho arma pro adversário quando perde a bola. O pior é que por tabela, Barrios caiu de produção, pois não tem um parceiro de ataque para tabelar, receber um cruzamento, uma pifada, como tinha na época do Pedro Rocha. Fernandinho está mal e carregando Barrios junto. Aqui vai meu pedido pro Renato: efetiva o Everton, dá 1/3 das oportunidades que Fernandinho recebe e aí sim, poderá realmente concluir se o Cebolinha tem ou não potencial.

TEXTO ENVIADO PELO COLABORADOR DIEGO NUNES